21 de junho de 2022

Diretor do SINDPREV-AL contesta números apresentados pela gestão de Maceió sobre salários de servidores municipais

Álvaro Mazoni questionou os critérios apresentados pelo Secretários de Economia sobre os números de salários médios dos servidores municipais, fora da realidade do dia-dia-dia da categoria

Ao se pronunciar durante a sessão pública, realizada nesta segunda-feira (20) para discutir a Lei Orçamentária de Maceió, o diretor do SINDPREV-AL, Álvaro Mazoni questionou os números apresentados pelo secretário de Economia de Maceió, João Felipe Borges, onde apontava que os servidores municipais ganham, em média, mais de R$ 5 mil em salários. Álvaro fez questão de dizer que a realidade atual não é esta e que a gestão deveria estar calculando os salários, englobando categorias que ganham os maiores salários e, assim, estabelecer o salário médio. “Temos atualmente servidores que chegam a ganhar abaixo do salário mínimo vigente. Sabemos que a média salarial da maioria dos trabalhadores municipais não deve ultrapassar os R$ 3 mil por mês bruto. Acreditamos que o secretário incluiu neste cálculo os vultosos salários que algumas categorias recebem, em detrimento da maioria dos trabalhadores”, disse Alvaro em seu pronunciamento.

A Audiência pública foi promovida pela Câmara Municipal de Vereadores e apresentou o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o ano de 2023. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) é a peça que define as metas e as prioridades do Município, bem como as regras para a elaboração, organização e execução do orçamento do ano seguinte, de forma compatível com o Plano Plurianual (PPA).

Clique abaixo e assista o vídeo da fala do diretor Alvaro Mazoni:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *