30 de junho de 2020

Dez anos sem a companheira Yasmim de Fátima

"...E a minha voz nascerá de novo, talvez noutro tempo sem dores, e nas alturas arderá de novo o meu coração ardente e estrelado“

 

 

 

 

 

Nesta terça-feira (30) a diretoria do SINDPREV-AL presta homenagem a companheira Yasmim de Fátima que nos deixou há dez anos atrás. Para lembrar a data, a diretora do Sindicato, Lúcia Maria Santos fez um texto emocionante publicado em suas redes sociais que reproduzimos aqui. Yasmim nos deixou, mas nunca será esquecida.

Há exatos dez anos ela partiu.
Saiu dos palcos da vida e foi brilhar junto com outras estrelas em algum lugar do Universo.
Passou pela Vida espalhando a palavra Rebeldia e ensinando como o ler a palavra Resistência.
Viveu a Vida como se não houvesse o Amanhã.
Fez amizades no improvável espaço da rejeição.
Suas palavras nos prendia a atenção como se fosse uma encantadora de serpentes e de anjos.
Sob a ótica da sua sutileza, da sua perspicácia, tinha a capacidade de fazer a gente descobrir o sentido dolorido da palavra Opressão da classe trabalhadora.
Mensageira da Esperança,
Amiga de fé, amiga chatinha, amiga birrenta, amiga querida, adorável.
Sua sinceridade, sua paixão pela luta, sua revolta com as injustiças, sua alegria desmedida, tudo era muito intenso no seu jeito de ser.
Partiu tão precoce. Nem esperou completar bodas de ouro da sua vida.
E para quem acredita em renascimentos, valho-me da poesia de Pablo Neruda. Palavras de alento e e esperança:

“…E a minha voz nascerá de novo, talvez noutro tempo sem dores, e nas alturas arderá de novo o meu coração ardente e estrelado“.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *