27 de março de 2020

Nota de repúdio

A diretoria do SINDPREV-AL enfatiza mais uma vez o seu repudio a atitude do SINTESFAL e adotará todas as medidas pertinentes que o caso requer, ao tempo em que reafirma o compromisso com a classe trabalhadora e está sempre na luta pela garantia da manutenção e ampliação de seus direitos

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde em Previdência Social no Estado de Alagoas (SINDPREV-AL) e os representantes de todos os Núcleos Regionais no Estado vem a público manifestar repúdio as denúncias infundadas do Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Sindicais Órgãos Classistas e Federações do Estado de Alagoas (SINTESFAL), que irresponsavelmente afirma que o SINDPREV-AL estaria descumprindo o Decreto nº 69.541 e as orientações das organizações de saúde e colando em risco a “vida dos funcionários, diretores e prestadores de serviços, a todos que transitam pelo prédio”.

O SINDPREV-AL faz saber que frente a pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19), diversas demandas foram apresentadas por filiados, em especial os servidores da saúde pública que enfrentam imensos desafios diários em suas rotinas de trabalho, alguns apreensivos por não receberem equipamentos de proteção individual (EPI) adequados e também por não terem sido treinados previamente para os procedimentos a serem seguidos lidar com a nova doença.

Neste contexto, nos solidarizamos com estes valorosos servidores e reafirmamos o nosso comprometimento com as lutas históricas dos trabalhadores da Seguridade Social, primando pelo compromisso de classe e pela garantia das condições dignas de trabalho.

Destacamos que o SINDPREV-AL, jamais se furtou da sua responsabilidade quanto ao diálogo aberto e democrático. A Direção em conjunto com seus trabalhadores acertou previamente em reunião com os funcionários pela suspensão do atendimento externo, permanecendo apenas o funcionamento interno da entidade, através de regime de plantão de seus funcionários, com carga horária reduzida, das 8h às 14h, disponibilizando transporte para levar e trazer os funcionários escalados para o rodízio e, mantendo em casa os funcionários em situação se risco. Com número reduzido de trabalhadores, foram cumpridas todas as determinações para as ações do momento, com a disponibilização dos EPIs, álcool em gel, luvas, máscaras, água e sabão. Na ocasião, não fora apresentada nenhuma objeção por parte dos funcionários.

O SINDPREV-AL sempre assegurou a proteção aos trabalhadores desta entidade ao adotar medidas preventivas e protetivas para garantir todas as condições de trabalho aos seus funcionários. Medidas estas necessárias para o exercício de suas funções, conforme os protocolos adotados pela OMS.

Por esta razão, nos surpreendeu a nota de repúdio divulgada e amplamente difundida na imprensa e nas redes sociais pelo SINTESFAL, a qual busca tão somente macular o nome e a imagem do SINDPREV-AL.

Registre-se que as medidas protetivas que adotamos foram devidamente informadas e demonstradas ao Presidente do SINTESFAL, o qual compareceu a nossa Sede para conhece-las. No referido momento, após terem sido feitos os devidos esclarecimentos não apresentou nenhuma observação ou fez objeções ou reparos.

Ao nosso entendimento, as denúncias veiculadas se mostram num todo improcedentes e não correspondem aos fatos.

A diretoria do SINDPREV-AL enfatiza mais uma vez o seu repudio a atitude do SINTESFAL e adotará todas as medidas pertinentes que o caso requer, ao tempo em que reafirma o compromisso com a classe trabalhadora e estará sempre na luta pela garantia da manutenção e ampliação de seus direitos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *