13 de agosto de 2019

SINDPREV-AL na luta pela educação pública e pelo direito à aposentadoria

Desde muito cedo que centenas de manifestantes se concentram em frente ao maior conjunto de escolas de Alagoas, o CEPA, em Maceió

Centenas de lutadores e lutadoras brasileiros estão nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, dia 13 de agosto, no movimento nacional das centrais sindicais, movimentos sociais, estudantes, professores, trabalhadores e trabalhadoras contra o desmonte da Educação, em defesa do direito à aposentadoria, dos direitos sociais e  pela classe trabalhadora.

Como sempre, o SINDPREV-AL está presente com seus/suas diretores/as na batalha diária contra o projeto neofascista do atual governo federal que se apossou do poder no Brasil.

Em Maceió, a manifestação teve como concentração do CEPA, maior complexo educacional de Alagoas. Desde cedo que sindicalistas, estudantes de trabalhadores em geral marcam posição no local.

A visão geral do movimento é que o caminho a seguir e de: resistência e luta organizada, unificada e incansável. Todos os dias, nas ruas, sindicatos, locais de trabalho, universidades. Na cidade e no campo. Essa é a caminhada do povo e de todas as instituições que defendem a soberania e a democracia brasileira, unidos na luta pelo crescimento sustentável da economia, pelo direito de a população ter trabalho decente e acesso a serviços essenciais de qualidade, com liberdade de ação e expressão.

A luta dos sindicatos, dirigentes e da militância da CUT é imprescindível ao País neste momento de ataques sem precedentes aos direitos dos trabalhadores e da maioria da população, em especial os mais pobres.  Dezenas de dados apontam um Brasil ferido, doente, rumo ao caos instalado pelo precário governo Bolsonaro em meio a uma crise global.

Não podemos esquecer por um minuto dos quase 13 milhões de desempregados, dos mais de 28 milhões de “subutilizados” e que outras dezenas de milhões de desalentados que sobrevivem de bico, à beira da miséria e da indigência. Nem que todos os dias alguma notícia absurda vinda do governo federal revela mais um ataque aos cidadãos e à cidadania.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *