12 de agosto de 2019

Reunião na APS Tabuleiro para tratar do desmonte do INSS e destruição da rede de proteção social no Brasil

Servidores do INSS estão totalmente sobrecarregados o que acaba por oferecer um serviço precário à população

Diretores do SINDPREV-AL estiveram reunidos recentemente na Agência do INSS do Tabuleiro do Martins, em Maceió para tratar dos graves problemas vividos pela instituição, que sofre com o desmonte de uma série de serviços, prejudicando, em última análise, a população alagoana.

A reunião também tratou da destruição dos direitos de proteção social no Brasil com graves impactos para os trabalhadores.

Na fala dos diretores e nos depoimentos dos servidores ficou claro o total desmonte do INSS, resultando em atendimento precário à população.

Atualmente o INSS tem uma carência grande de novos servidores, cujo último concurso aconteceu ainda durante o governo Dilma Rousseff. Com a sobrecarga dos trabalhos, as aposentadorias levam, em média, de 6 a 8 meses para serem despachadas. Apenas os serviços que o INSS listou como prioritários estão sendo trabalhados. Pedidos de revisão, recurso administrativo, emissão de certidão por tempo de contribuição, por exemplo, não estão no rol das prioridades que os servidores do INSS devem atender.

Muitos segurados fazem reclamação na ouvidoria da Previdência Social, mas a resposta do órgão é a sempre a mesma: Processo em fila virtual aguardando análise, sem perspectiva.

Diante desse quadro, o SINDPREV-AL denuncia o desmonte e segue na luta por novos concursos públicos para o preenchimento das inúmeras vagas deixadas devido a aposentadorias e mortes de servidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *