13 de maio de 2013

Indefinição de Téo Vilela pode fortalecer projeto de Heloísa Helena

Vereadora luta por novo partido e garante que será candidata no próximo ano

 

Romero Vieira Belo – Jornal Primeira Edição

13/05/2013

 

A indefinição do governador Teotonio Vilela (PSDB), que não adianta se disputará ou não a eleição para o Senado, no próximo ano, poderá fortalecer o projeto da ex-senadora e atual vereadora por Maceió, Heloísa Helena, que já se antecipou anunciando que tentará voltar ao Senado em 2015. Num cenário de disputa sem Vilela, Heloísa bateria chapa com o senador Fernando Collor.

Heloísa Helena já disse que vai concorrer ao Senado em 2014. [Foto: Divulgação]

Até agora, Vilela tem evitado falar sobre o processo eleitoral mesmo em conversas reservadas com seus correligionários mais próximos. “O momento é de trabalho, a eleição será no próximo ano, e não vejo porque tratar desse assunto agora”, diz o governador.

Numa das raras ocasiões em que falou sobre o tema, nos últimos meses, disse Teotonio Vilela em entrevista exclusiva a este jornal: “Não sei se serei candidato ou não; tanto posso ser como posso não ser”. Resposta de quem quer adiar a definição do jogo.

Enquanto se mantém em silêncio, o governador tem sido alvo de ataques sistemáticos desferidos pelo senador Fernando Collor (PTB), que já anunciou a intenção de concorrer à reeleição. Sobre as críticas do ex-presidente, concentradas nas áreas de segurança, saúde e educação, Vilela evita citar o nome do senador, mas afirma tratar-se de acusações infundadas, com claro objetivo político.

 

TRÊS MANDATOS

 

Téo Vilela prefere não antecipar seu …[Foto: Divulgação]

Téo Vilela se elegeu senador pela primeira vez em 1986, após a morte de seu pai, senador Teotonio Brandão Vilela – um dos expoentes da luta pela restauração da democracia no Brasil – tendo conquistado a reeleição em 1994 e conseguido o terceiro mandato senatorial em 2002. Em 2006, elegeu-se governador (derrotando o deputado federal João Lyra) renunciou e foi sucedido pelo empresário João Tenório. Em 2010, Vilela se reelegeu governador vencendo a disputa com o ex-governador Ronaldo Lessa (PDT).

No ano passado, mesmo não participando efetivamente da campanha eleitoral, Vilela contribuiu com a eleição do então deputado federal Rui Palmeira (PSDB) para prefeito de Maceió, derrotando o grupo que tinha Fernando Collor como um dos líderes.

Com apoio feminino e das esquerdas

Com um discurso monocórdio, cáustico e que não poupa ninguém, a vereadora Heloísa Helena, ainda no PSOL, tentou sem êxito sua volta ao Senado na eleição de 2010 (quando duas vagas estavam em jogo e foram conquistadas por Renan Calheiros, do PMDB, reeleito, e Benedito de Lira, do PP, então deputado federal).

A partir do segundo semestre do ano passado, depois de reeleita vereadora com cerca de 20 mil votos, Heloísa Helena engajou-se na mobilização nacional para criação de novo partido político – o Rede Sustentabilidade, liderado pela ex-senadora Marina Silva.

Em suas últimas entrevistas, HH tem reafirmado que só não será candidata ao Senado em 2014 “se Deus não quiser”, contrariando a tese de analistas políticos de que, sem estrutura partidária, ela teria mais facilidade de se eleger deputada estadual ou federal.

Sua situação, entretanto, pode mudar para melhor se, como alguns profetizam, o governador Teotonio Vilela resolver não concorrer à próxima eleição, optando por cumprir seu mandato até o último dia (31 de dezembro de 2014). Nessa hipótese, Heloísa poderia mobilizar as esquerdas e o eleitorado feminino para ajudá-la num embate direto com Fernando Collor.

 

Matéria retirada do Site Primeira Edição.

Um Comentário em “Indefinição de Téo Vilela pode fortalecer projeto de Heloísa Helena

douglas
28 de junho de 2013 em 14:02

Se o povo de Alagoas for sabio com certeza elegera ela para o senado federal, derrubando assim os velhos caciques da politica nojenta de alagoas

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *